Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Papel e Caneta

Papel e Caneta

14
Fev20

Haters gonna hate, Lovers gonna celebrate

Ana Catarina

Chegou o tão ansiado dia dos namorados…. Ansiado pelos casais, pelos hotéis, pelas agências de viagem, pelos restaurantes (já perceberam, não é?).

Mas não vim aqui falar sobre consumismo, pelo contrário vim falar daqueles que falam do consumismo e detonam completamente o dia dos namorados e levam quase a semana toda (ou mais) a murmurar acerca dele. Pessoas as quais gosto de denominar por “Gosmas”.

Então os gosmas, no sentido literal da coisa são apenas, hipócritas, murmuradores e invejosos. (Caramba Ana que agressiva!)

Estes seres por norma lembram-se do dia dos namorados ainda em janeiro e parece que até instalam uma daquelas aplicações que conta os dias até à data esperada, e vão murmurando até ela chegar, sobre ela estar quase aí. Cansativo. Lembram-se mais desse dia do que as pessoas que realmente o gostam de celebrar.

Tirando as pessoas que por natureza são do contra, normalmente os gosmas são pessoas que não o “podem” celebrar porque estão solteiras/os. Eu, sendo solteira, poderia facilmente ser uma gosma no que toca ao dia dos namorados, mas não vejo necessidade. Como referi lá em cima é uma festividade consumista, mas seria irrefutavelmente hipócrita se dissesse que não lhe acho piada. Porque até acho, aliás, na minha situação “momentânea” (can I get an amen?) é um dia que, não me aquece nem me arrefece, por norma passa por mim sem que eu, se quer, me aperceba.
“Como é que é possível com tantos anúncios?”- perguntam vocês…
Pois é… é que eu sou super distraída. Para terem noção, já roubaram coisas num supermercado mesmo ao meu lado e eu nem notei, só depois, quando já estava um grande aparato é que a minha irmã me explicou o que se tinha passado.

Então não se admirem porque é mesmo normal que me passe despercebido, é, para mim, um dia como outro qualquer. E, sem qualquer gosmice, admito que quando estiver com alguém tenho todo o gosto em o festejar e ser lamechas.

É bom celebrar o amor, há tanto ódio por aí…  Haja pelo menos um dia no ano em que o mundo inteiro se foque naquilo que realmente o deveria mover. O amor.

Por acaso este ano não me passa ao lado porque algumas amigas minhas decidiram ir jantar fora. Fazemo-lo frequentemente, mas hoje por ser o dia que é teve alguma piada ao combiná-lo. Vamos ao mesmo sítio onde costumamos ir às sextas. E vamos fazer exatamente o que faríamos noutro dia qualquer, rir, conversar, comer…  Nem sempre vamos ter oportunidade de estar juntas assim, um dia todas vamos estar casadas, a trabalhar, com filhos e o cão para passear. Então vamos aproveitar enquanto dá, e, celebrar o Philia (amor fraternal) enquanto não celebramos o Eros (“amor romântico").

Um feliz dia dos namorados para quem o celebra!

Um feliz voo para todos os passarinhos que hoje vão lançar, comigo, o desafio #2.3 às 15h!

E um ótimo começo de fim-de-semana para todos!

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D